EmpreendedorismoSocietário

Vai abrir uma empresa? Saiba os principais pontos.

Post
Vai abrir uma empresa?

Abrir uma empresa ou tirar um projeto do papel, pode ser mais complicado do que muitos acreditam, pois a decisão de empreender pode ser burocrática, ainda mais se a pessoa não sabe por onde começar. Para os sonhadores e os cautelosos, preparamos algumas dicas para iniciar um projeto bem-sucedido.

Planejamento

Em algum momento você imaginou-se chegando até aqui (o ponto crucial de dar o primeiro passo para ter o seu próprio negócio). Mas, pensou como seria colocá-lo em prática? Qual será o nome social (se o nome é permitido) e a natureza jurídica? Como abrir o CNPJ e, qual enquadramento tributário ideal para o seu negócio?

Esses são apenas alguns detalhes do que compõem a constituição de uma empresa, mas não são os únicos. O planejamento sobre o seu negócio deve ser o primeiro passo, pois ele que irá nortear as estratégias e os próximos passos para você alcançar os seus objetivos. Pois, todos nós almejamos prosperar profissionalmente, não é mesmo?

Conhecer o mercado onde a sua empresa irá atuar, traçar os principais concorrentes, analisar o perfil do seu público potencial, são pontos relevantes para classificar seu negócio e traçar os objetivos. Atualmente existem cursos gratuitos oferecidos no SEBRAE: Como Planejar o seu Negócio

Outro ponto importante são os ‘ônus’ que uma empresa pode causar, antes de calcular gastos esperados com contas fixas, materiais, é necessário pensar nos custos para se abrir uma empresa, como a documentação, que varia de valores, indo de uma emissão do alvará à taxas da junta comercial, além dos custos variáveis que são aplicados a localidade e rumo de atuação.

O Contrato Social

Na abertura de uma empresa, o empreendedor tem que se atentar ao contrato social, pois é nele que irá conter as informações da empresa, como nome, atividade social, endereço, capital social (volores e bens investidos), relação entre os Sócios (sócio, sócio administrador, sócio oculto) e como é feita a divisão dos lucros.

De acordo com o contador Vicente Sevilha Júnior, autor do livro Assim Nasce Uma Empresa (2010; Editora: brasport), “é importante ter certeza dos termos especificados no contrato social, porque mudanças de regras, ou seja, alterações contratuais, implicam refazer as inscrições federal, estadual e municipal e as licenças. As modificações, no caso das sociedades limitadas, só podem ser feitas se 75% do capital estiver de acordo. Erros formais, como grafias incorretas, são facilmente resolvidas com retificações no contrato. ”

Regime de tributação

Sua empresa pode se enquadrar basicamente em quatro regimes tributários: Simples Nacional, Lucro Real, Lucro Presumido e Lucro Arbitrado. Porém, cada um deles tem suas especificações e particularidades, por isso é necessário que tenha conhecimento ou apoio de um especialista tributário para que não ocorra a escolha errada, pois o regime tributário só poderá ser alterado após um ano da empresa “aberta”.

Não há uma receita pronta para o enquadramento, cada caso é um caso. “No início das atividades, a tendência é usar o lucro presumido ou Simples. Como não há histórico, é difícil prever qual será margem de lucro efetiva. Se o negócio indica prejuízos consideráveis nos primeiros anos, o lucro real é o melhor negócio”, afirma Sevilha Júnior. Muitos acreditam que o Simples é o melhor, porém em alguns casos ele pode não ser tão simples assim ou até mesmo, interessante para o seu negócio. Consulte sempre o seu contador.

Estrutura física ou Imóvel

O espaço físico de uma empresa dependerá do seu ramo de atuação e o porte, tendo variações de empresa para empresa. Caso tenha atendimento ao público no local, é importante considerar a localização (fácil ou difícil acesso), estacionamento (caso os clientes utilizem veículos próprios), municípios (caso atenda clientes de outros municípios).

 Sobre o contrato de locação Fiorentini explica que, “eles devem pensar se é por um ano que querem ter a empresa. Por isso é interessante procurar fazer o contrato com o prazo máximo, normalmente de cinco anos. Assim o empreendedor garante o direito de ficar naquele local por pelo menos esse período”,

Registro do Imóvel e licenças

Lidemos com procedimentos burocráticos quase que diariamente, e para a locação de um imóvel não é diferente. Antes de alugar um imóvel, é necessário verificar se ele tem o Habite-se (autorização da prefeitura para que ele possa ser habitado), as regras de ocupação de solo (cada cidade define regras específicas em leis de zoneamento). Alguns locais não permitem o uso de atividades comerciais, como imóveis que tenham declaração residencial não devem ser usados para fins comerciais (salva-se exceções). Outras licencias podem ser necessárias dependendo da atividade de cada empresa.

Após a empresa está legalmente constituída com o contrato social registrado na junta, o CNPJ cadastrado, inscrições, habite-se e zoneamento regularizados, o empresário poderá solicitar o alvará de funcionamento. Recomenda-se que, o documento deverá ser solicitado por um engenheiro, que é qualificado para avaliar o zoneamento, o habite-se e condições do imóvel.

Veja todos os documentos necessários e em quais órgão buscar:
  • Junta Comercial: registros dos atos sociais (contrato social, atas de reuniões, deliberações etc.).
  • Receita Federal: para obtenção de registro do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).
  • Prefeitura: para obtenção do Alvará de Funcionamento e nota fiscal, caso a empresa seja contribuinte do ISS (Imposto Sobre Serviços).
  • Secretaria Estadual da Fazenda: para obtenção de inscrição Estadual.
Contratação de funcionários.

Sua empresa terá necessidade de funcionários? Se sim, é necessário abrir processos seletivos, saber qual será a modalidade de contratação, carga horária, remuneração, benefícios, se haverá comissões, premiações, ajuda de custo entre outros. Após a contratação é necessário elaborar o contrato de trabalho e regularizar o mesmo junto ao INSS.

A Contabilidade

Vimos anteriormente que a contabilidade não é necessária só quando a empresa já está em funcionamento, e sim, antes mesmo dela abrir. A contabilidade é um braço de apoio para toda empresa, para que estejam em dia com todos os tributos e exigências, desde a abertura, passando por contratação de funcionários, mudanças contratuais, folhas de pagamento, tributos, até encerramento das atividades.

A Aro Contabilidade oferece um suporte amplo sobre uma gestão integrada. Quer saber mais? Veja nossos serviços.

20 comentários sobre “Vai abrir uma empresa? Saiba os principais pontos.

  1. Pingback: super kaya88
  2. Pingback: ผลบอล
  3. Pingback: แทงหวย
  4. Pingback: norwood sawmill
  5. Pingback: togel daftar
  6. Pingback: Ks Quik 2000
  7. Pingback: cozy jazz music
  8. Pingback: quik 2000
  9. Pingback: Trust bet
  10. Pingback: Dan Helmer
  11. Pingback: sex loan luan
  12. Pingback: ruay91

Os comentários estão fechados.