EconômiaGoverno

Você tem dúvidas sobre contas inativas?

Posted

Você tem dúvidas sobre o saque do FGTS das contas inativas? 
Então veja algumas respostas.

No final de 2016, o Governo Federal anunciou a liberação do Saque de Contas Inativas do FGTS até o ano de 2015. O objetivo era de injetar R$ 30 bilhões na economia.

A tabela referente ao saque foi anunciada no começo do mês passado. O início dos saques é neste mês de março e vai até julho, conforme o mês de nascimento do contribuinte. Veja a tabela aqui.

Mesmo com a liberação, muitos ainda têm dúvidas sobre como, quando, onde e de que forma devem solicitar o saque das contas inativas. Para auxiliá-los, separamos algumas perguntas e respostas sobre o saque de contas inativas de FGTS.

Quem tem direito ao saque de contas inativas de FGTS?

Qualquer cidadão que tenha conta no FGTS com saldo, independente de ter sido dispensado por justa causa ou de ter pedido de demissão e desde que a ocorrência tenha sido até 31 de dezembro de 2015.

Lembrando que pessoas que se afastaram e passaram a receber benefício (auxílio doença) pela Previdência Social não têm depósito de FGTS deste período, mas somente do efetivamente trabalhado e que as que se afastaram por motivo de acidente de trabalho têm os recolhimentos efetuados normalmente.

Vele lembrar também que quem já sacou parte ou todo o saldo do Fundo em razão de aposentadoria, financiamento imobiliário ou doenças só terá disponível o valor restante.

Posso ter mais de uma conta inativa?

Sim. Cada vez que o cidadão é contratado por uma empresa é aberta uma â??contaâ? na Caixa para a individualização dos recolhimentos.

Importa dizer que esta conta é exclusiva para movimentações relativas ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e que é identificada pelo PIS não se confundindo com contas corrente, poupança etc.

Como não há um limite de contas, o contribuinte pode fazer o saque de todas geradas até 31 de dezembro de 2015.

Como posso consultar meu saldo?

A Caixa Econômica disponibilizou canais de comunicação específicos para as contas inativas. No atendimento telefônico, no aplicativo, no site e nas agências você poderá consultar os valores.

Para atendimento telefônico o contribuinte pode ligar no 0800 726 02 07, escolher a opção 1, digitar número do PIS, NIS ou CPF e o mês e o ano de nascimento, mas devido ao grande fluxo de ligações o serviço encontra-se com instabilidade e o sistema fica indisponível com frequência.

 Outra opção é o aplicativo FGTS, disponível em plataformas Android, IOS e Windows Phone. O acesso pode ser feito com o número do NIS e a senha cadastrada pela internet.

Atenção: para o acesso via aplicativo e internet será necessária uma senha cadastrada pelo site da Caixa e não a senha do Cartão Cidadão.

� possível também consultar através do site exclusivo www.contasinativas.caixa.gov.br e verificar a melhor forma para sacar o valor.

O que pode não ser liberado para saque?

As contas que hoje estão inativas, mas que correspondem a rescisões feitas a partir de 31/12/2015 ou que não estavam inativas até esta data.

Posso sacar o FGTS da empresa que estou empregado?

Não. Caso você esteja empregado em regime CLT a conta do FGTS vinculada à empresa atual consta como Ativa, logo, não estará liberada, exceto para movimentações de financiamento ou doenças, que não fazem parte deste programa.

Há possibilidade de não ter valor para saque?

Sim. Existem algumas hipóteses para não haver valor a ser resgatado, como:

– Caso tenha feito algum financiamento imobiliário e utilizado todo ou parte do FGTS;

– Caso tenha sacado por ficar mais de 3 anos sem registro;

РCaso tenha sacado por doen̤as que permitam a movimenta̤̣o;

РCaso tenha sacado em raẓo de aposentadoria;

– Caso a empresa não tenha feito os recolhimentos mês a mês ou de algum período durante o contrato de trabalho.

Se por acaso o trabalhador achar que tem algum erro pode solicitar o extrato pelo site da Caixa ou entrar em contato pelo telefone 0800 726 02 07.

Tem limite de saque?

Não há um limite, mas dependendo do valor o procedimento é diferenciado. Se quiser, o trabalhador pode sacar todo o dinheiro depositado em uma conta ou de todas que tiver desde que inativas em 31 de dezembro de 2015.

Quem tem até R$ 1.500 pode ser sacar nos caixas eletrônicos da Caixa com o número do PIS e a senha do Cartão do Cidadão.

 Quem tem até R$ 3.000 para sacar e possui o Cartão do Cidadão e senha pode sacar nos caixas eletrônicos, nas lotéricas e nos pontos Caixa Aqui. Nas lotéricas é preciso apresentar documento com foto para resgatar o dinheiro.

Quem tem mais de R$ 3.000 precisa ir até uma agência. Para atendimento presencial é recomendável levar a carteira de trabalho.

O uso do Cartão Cidadão é obrigatório?

Não. Os que não têm ou perderam o Cartão Cidadão poderão sacar valor nas agências da Caixa, com o atendente. Para isso será necessário levar a carteira de trabalho e o número do PIS.

Quem tem menos de R$ 1.500 pode cadastrar uma senha para o PIS em uma agência da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207

Quem quiser evitar agências quando o FGTS for liberado precisará ir até elas antes e pedir o Cartão do Cidadão e senha.

Quem é cliente Caixa terá maior facilidade para o resgate. Os correntistas poderão acessar o site www.contasinativas.caixa.gov.br e solicitar o crédito automático.

Caso tenha conta corrente ou popança poderá optar por onde o valor será depositado.

Para mais informações consulte: www.contasinativas.caixa.gov.br

Referência:  Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.